GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Testamos a nova sala Xtreme do Escape60, com atores e múltiplos cômodos

Novo formato amplia o desafio, com vários ambientes, e aumenta a pressão, com a presença de ator para intensificar a história e dar pistas para os enigmas

 (ICO Yuji/Mundo Estranho)

O mercado de escape rooms continua atraindo fãs e crescendo. Há pelo menos sete franquias diferentes só na Grande São Paulo – algumas delas, com múltiplas unidades. Nessa concorrência pesada, sai na frente quem inova. Como, por exemplo, a modalidade Escape Xtreme, da Escape60. A proposta tem dois diferenciais: um desafio muito mais amplo fisicamente e a presença de atores interagindo com os participantes.

A ME teve a oportunidade de testar uma destas salas: a “Barão do Narcotráfico”, novidade na unidade Jardins. A trama é inspirada nas trajetórias de famosos chefões de cartel, imortalizada em séries como “Narcos” e em filmes como “O Infiltrado”. No jogo, os participantes são levados a uma barbearia, situada no Equador, que, aparentemente, serve apenas de fachada para um laboratório de drogas.

Veja também
  • query_builder
  • query_builder

É aí que a coisa muda de figura: quando a equipe ainda está se aclimatando à sala, um ator entra em cena, falando somente em espanhol. Desesperado, ele alega que o Barão matou seu irmão e escondeu o corpo em algum lugar. Cabe aos participantes não apenas a missão de encontrar a saída, mas também achar provas do crime, o corpo do falecido e o dinheiro obtido com o tráfico. Haja sangue frio!

 (Avatar/Abril)

Além de ajudar a manter todo mundo no clima, o ator também tem outras funções. Sem jamais sair do papel, ele alerta regularmente sobre quanto tempo falta, e também pode fornecer alguma pista caso a equipe esteja “empacada” em algum desafio específico.

 (avatar/Abril)

Por falar em desafio, a lista inclui todos os recursos tradicionais de uma escape room: busca por pistas, testes de observação, solução de enigmas e destravamento de vários cadeados. Na “barbearia”, bem iluminada, a progressão é relativamente fácil… O problema é quando se revela uma porta secreta que dá para o sinistro e escuro laboratório de cocaína – constituído por mais quatro cômodos.

Veja também
  • query_builder
  • query_builder

 (/)

De todas as salas já testadas pela ME, essa foi, sem dúvida, a maior. Geralmente, escape rooms têm dois ou, no máximo, três ambientes. É preciso muito trabalho em equipe para coordenar enigmas e sua respectiva solução em pontos diferentes. Além de sangue frio para vencer certos medos… A decoração é muito detalhada e os desafios são razoavelmente intuitivos – nenhum teste de lógica ou observação é absurdo demais. O grau de dificuldade é adequado para não frustrar, mas também não facilitar. Por outro lado, para uma sala tão grande, é de se estranhar o limite de apenas 8 participantes.

Se você se animou, convoque os amigos e faça uma visita. A diversão é garantida e, se vocês conseguirem avançar o suficiente, o final pode ser literalmente explosivo…

Escape 60 – Sala Xtreme
Unidade Jardins
Avenida Rebouças, 765 – São Paulo, SP
De domingo a quinta, das 10h às 22h30
Sexta e sábado, das 10h às 23h50
Telefone: (11) 3061 1911
Valor: R$ 79,90 por pessoa (mínimo de 4 participantes)

Comentários
Deixe uma Resposta

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: